Prefeitura de Itararé

O ano de 2013 foi de muitas conquistas para Itararé no âmbito cultural. Além de investimentos em estrutura, foram diversos eventos e atividades de formação, todos gratuitos. Confira os destaques!   BIBLIOTECA DR. ARMANDO DE SALLES OLIVEIRA   Uma das maiores preocupações da Prefeitura Municipal de Itararé, logo no início da gestão, era com o […]

Publicado em 22 de dezembro de 2013


Coordenadoria Municipal de Cultura – Balanço Anual 2013

O ano de 2013 foi de muitas conquistas para Itararé no âmbito cultural. Além de investimentos em estrutura, foram diversos eventos e atividades de formação, todos gratuitos. Confira os destaques!

 

BIBLIOTECA DR. ARMANDO DE SALLES OLIVEIRA

 

Uma das maiores preocupações da Prefeitura Municipal de Itararé, logo no início da gestão, era com o antigo prédio do Centro Cultural, que abrigava a Biblioteca Pública Municipal Dr. Armando de Salles Oliveira e o programa “Acessa São Paulo”. Com problemas de estrutura, todo o acervo e equipamentos foram transferidos para instalações mais adequadas, trazendo mais segurança e conforto para funcionários e usuários.

 

TEATRO MUNICIPAL SYLVIO MACHADO

 

Durante os primeiros meses de administração, o Teatro Municipal Sylvio Machado teve a pintura interna finalmente concluída, depois de 26 anos de construção. Além disso, novos equipamentos foram adquiridos para eventos de diferentes linguagens.

 

E o Teatro Municipal nunca esteve tão movimentado. Em abril, a Cia Artes Sem Limites apresentou espetáculo gratuito em 3 sessões para o público itarareense. Em maio, o Sylvio Machado foi ponto de exibição de lançamento do docudrama “Primeiro Assalto ao Trem Pagador”, do cineasta Ernoy Mattiello. Neste mesmo mês, recebeu o espetáculo “Cultura Solidária”, com a dupla Claudinho e Paulo Pipoca, que arrecadou centenas de peças para a Campanha do Agasalho 2013.

 

CIRCUITO SESC DE ARTES

Pela primeira vez, o Teatro Municipal foi palco do Circuito Sesc de Artes, em junho. Em 2013, o evento foi fechado com chave de ouro ao som da pioneira banda carioca Blues Etílicos. Casa cheia para receber os grandes mestres do blues brasileiro, a Trupe Olho da Rua, o Grupo Circo Caramba, e um brilhante projeto de intervenção sonora em filmes mudos, “Desligue a Tecla Mute”.

 

CINEMA E O PROGRAMA “PONTOS MIS”


A Praça da Matriz foi palco do projeto “Energia em Cena”, que exibiu, numa gigantesca tela montada ao ar livre, 4 filmes gratuitamente para a população. Apesar do forte frio, as 4 sessões estavam lotadas!

 

Já na segunda metade de dezembro, o município de Itararé sediou, pela primeira vez, a Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, promovida pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura.

 

Depois da apresentação de proposta, este ano o Teatro Municipal Sylvio Machado foi selecionado para integrar o programa “Pontos MIS”, do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, através de parceria com o Governo do Estado de São Paulo. Todo mês, são exibidos filmes gratuitamente para escolas, projetos e interessados em geral. Além disso, uma oficina de vídeo é realizada mensalmente para dezenas de amantes do cinema, sem qualquer taxa de inscrição para as atividades.

 

OFICINAS CULTURAIS

Este ano, uma das grandes apostas da Coordenadoria Municipal de Cultura esteve concentrada nas oficinas. Com o objetivo de formar novos artistas ou explorar as potencialidades daqueles que já atuam na área, as oficinas atingiram grandes públicos e de diversas linguagens artísticas.

 

No decorrer do ano, somente a parceria com o Museu da Imagem e do Som trouxe nada menos que 6 oficinas de vídeo.

 

1) Projeto Dogma – Em junho, a oficina ensinou alunos a utilizarem seus próprios aparelhos celulares para a elaboração de um curta-metragem, sem cortes ou edição. Como resultado, foram realizados dois filmes, inteiramente produzidos pelos participantes da atividade.

 

2) Oficina Teórica de Audiovisual – No mês de julho, o Coordenador Municipal de Cultura e professor de História e Mídias das Faculdades Integradas de Itararé, Murilo Cleto, apresentou uma discussão sobre as fronteiras entre o real e a ficção a partir do filme “O Sanduíche”, de Jorge Furtado.

 

3) Oficina de Enquadramento – Em agosto, o videomaker e diretor Renato Bulcão discutiu, com os participantes da oficina, as principais técnicas de enquadramento para a elaboração de filmes através de apontamentos sobre a arte renascentista e produções contemporâneas.

 

4) Bate-papo com Liz Marins – O mês de setembro ofereceu oportunidade de ímpar para os amantes de narrativas fantásticas conhecerem a personagem “Liz Vamp”, eternizada pelos quadrinhos e representada pela filha do lendário José Mojica, o Zé do Caixão.

 

5) Oficina de Videoclipe – Um panorama geral sobre as técnicas de produção de videoclipe foi apresentado pela conceituada oficineira e editora Maya Guizzo. Ao final dos trabalhos, 4 videoclipes foram desenvolvidos pelos participantes da oficina, em outubro.

 

6) Oficina “Uma Frase Um Filme” – Para encerrar a programação anual de atividades práticas do programa “Pontos MIS”, o Núcleo Educativo do Museu da Imagem e do Som trouxe uma oficina que abordou frases dos filmes utilizados no programa com a participação interativa dos alunos.

 

Junto a Oficina Cultural Grande Otelo, a Prefeitura Municipal de Itararé ofereceu também uma oficina inédita de fotografia, ministrada ao longo do mês de agosto, intitulada “Meu Olhar”. Depois de visitar pontos turísticos e locais de grande valor histórico e cultural, os participantes da oficina desenvolveram técnicas de enquadramento, edição e foco com o fotógrafo Edson Inaba.

 

No final de julho, a atriz Safira Orus promoveu uma semana de atividades teatrais em forma de oficina para uma dezena de jovens interessados.

 

Desde fevereiro, sem quaisquer custos, os alunos inscritos nas oficinas de Arte em Papel Machê e Mosaico, promovidas exclusivamente pela Prefeitura Municipal de Itararé, desenvolvem técnicas básicas e avançadas de decoração.

 

Em maio, na esteira de um dos maiores espetáculos já realizados no município, o workshop de dança conduzido no Clube Atlético Fronteira pelo Núcleo Mercearia de Ideias, de São Paulo, disponibilizou técnicas de movimento para dança contemporânea.

 

CIRCUITO CULTURAL PAULISTA

Já no primeiro trimestre, a prefeita Cristina Ghizzi assinou o termo de adesão de Itararé ao Circuito Cultural Paulista, que desde então traz para o município, junto ao governo do estado, um espetáculo por mês. Desde maio, dança, música, circo e teatro infantil compõem a programação do Circuito aqui, que levou mais de 2.000 pessoas para atrações no Teatro Municipal ou nas praças públicas.

 

Em maio, a estreia do município no Circuito trouxe para o Teatro Municipal Sylvio Machado o Núcleo Mercearia de Ideias para o espetáculo “As Filhas de Bernarda”, adaptação do clássico de Federico García Lorca, “A Casa de Bernarda Alba”.

 

Poucas atrações emocionaram tanto o município quanto o violeiro Passoca, em junho, que contou a história da música caipira através de um repertório tão rico em harmonia quanto os “causos” apresentados pelo músico ao longo da apresentação. A atração foi incluída na tradicional Festa de São Pedro, em junho.

 

Em agosto, o espetáculo circense “Piparote” foi apresentado principalmente para o público infantil, que lotou a Praça São Pedro para prestigiar a Família Burg. Já a Praça Matriz foi palco, em setembro, de “Relampião”, uma brilhante adaptação das lutas do cangaço no mundo contemporâneo, desenvolvida pelas companhias do Miolo e Paulicea.

 

No mês de outubro, a Magesto Cia de Dança apresentou “Bananas.Comhumm”, espetáculo de teatro infantil e dança contemporânea que promove uma divertida abordagem sobre hábitos saudáveis, no interior de um gigantesco domu inflável montado na Praça São Pedro. Em novembro, o quarteto de guitarristas Kroma surpreendeu o Teatro Municipal Sylvio Machado com os arranjos apresentados em clássicas canções eruditas e populares.

 

MAPA CULTURAL PAULISTA

E incentivos aos artistas locais não têm faltado. Em junho, Itararé realizou a fase municipal do Mapa Cultural Paulista, que escolheu nossos representantes para a fase regional da competição. Um deles, a professora Marlene Gil, representará o município na fase estadual, que acontece em 2014. Apoiados pela Prefeitura, nossos artesãos têm competido e exposto em diversos eventos no estado, como o Revelando São Paulo e a FEAGER, em Sorocaba.

 

I FEIRA DA LITERATURA ITARAREENSE

Através de parceria com as Faculdades Integradas de Itararé, a I Feira da Literatura Itarareense celebrou antigos versos de autores eternizados pela literatura local, apresentou novas produções e, ainda, lançamentos dos autores Silas Correa Leite, Dorothy Jansson Moretti e Maria Aparecida Coquemala.

 

CARAVANA DA LEITURA


Também houve muito espaço para literatura na Praça São Pedro. Entre os dias 04 e 05 de novembro, a Caravana da Leitura movimentou o ambiente com a venda de livros de Laé de Souza a preços simbólicos, com a presença do autor para bate-papo com os leitores e autógrafos. Duas alunas de escolas públicas municipais ainda tiveram a oportunidade de lançar seus textos selecionados e publicados no livro “As Melhores Crônicas dos Projetos de Leitura – vol. 5”.

 

I COM CIÊNCIA

Nova parceria com a FAFIT trouxe também a realização do I Com Ciência, numa semana cheia de atrações para celebrar o dia da Consciência Negra, em 20 de novembro: palestras, apresentações de capoeira, dança e exposições.

 

EXPOSIÇÕES

Também nunca houve tantas exposições no município.“Itararé – O Nosso Olhar”, disponibilizada para visitação no Teatro, no Paço Municipal e em instituições de ensino, apresentou os resultados conquistados pela oficina de fotografia, desenvolvida em agosto.

 

Lançada em julho, a série de exposições “Nossos Artistas” tem explorado as potencialidades artísticas de Itararé. Arte em madeira, mosaico, papel machê, fotografia e pintura foram algumas das linguagens apresentadas no Paço Municipal todos os meses. Em outubro e dezembro, os renomados artistas Jorge Chueri e Zunir Andrade foram os grandes personagens.

 

Promovida como resultado dos trabalhos de limpeza e catalogação dos arquivos históricos municipais, a exposição “Claro Jansson: Memórias Fotográficas” esteve presente nas edições do projeto “Prefeitura Itinerante”, nos bairros Jardim Pauliceia e Pedra Branca, além de abrilhantar o “Se Vira nos 40”, evento comemorativo das Faculdades Integradas de Itararé.

 

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

 

No mês de julho, a Prefeitura Municipal lançou o programa “Memórias Que o Rio Cavou”. Com o objetivo de fortalecer os laços entre o ensino superior de história e a comunidade, o programa publica mensalmente artigos de acadêmicos e historiadores sobre a história de Itararé, que podem ser consultados gratuitamente na internet ou na Biblioteca Pública Municipal.

 

Diante desta preocupação, a Prefeitura também foi parceira da FAFIT na realização da “III Semana de História: Educação Histórica e Teoria”, entre 30 de setembro e 04 de outubro, encerrada brilhantemente com a dupla Claudinho e Paulo Pipoca, que também se apresentou na Praça São Pedro, às vésperas do aniversário de 120 anos de Itararé, que resgatou também o tradicional desfile cívico, sucesso incontestável este ano.

 

FESTA DE SÃO PEDRO E FESTEJOS COMUNITÁRIOS

 

No mês de junho, foi a vez da tradicional Festa de São Pedro animar o público superior a 5.000 espectadores, que transitou pela praça nos 4 fins de semana de evento. Este ano, a aposta foi na diversidade musical: viola caipira, rock, pop, sertanejo universitário e música gaúcha foram os estilos explorados. Em comemoração à festa de São João, a comunidade teve 4 dias de festividades apoiadas pela Prefeitura, que não poupou esforços em garantir os festejos em diversos bairros do município: Santa Cruz, Novo Horizonte, Santa Terezinha, Serrinha, Cerrado, Matão e Santa Bárbara.

 

ROCK N’ ROLL LOCAL

 

 

 

Nos dias 23 e 24 De fevereiro, a Prefeitura Municipal de Itararé promoveu o 1º Encontro de Skate, com 5 bandas de rock da região num grande festival de música. No início de novembro, o evento foi repetido em novo formato, ainda mais amplo: campeonato inter regional de skate e festival com 11 bandas.

 

Em julho, o Teatro Municipal Sylvio Machado recebeu a banda Som de Vinil, que comemorou, em grande estilo, o Dia Mundial do Rock. Além de muita música para os presentes no espaço, o hall de entrada do Teatro ainda foi palco de exposição de centenas de discos de colecionadores da região.

 

Pela primeira vez, o rock foi atração na Festa de São Pedro. A banda Acervo Rock obteve um dos maiores públicos do evento!

 

Em outubro, a Blues Jam Session reuniu alguns dos melhores músicos do gênero no Teatro, numa noite de fôlego para os apaixonados pelo som da guitarra elétrica e da gaita.

 

CARNAVAL E DIA DAS CRIANÇAS

Já em fevereiro, o “Carnaval da Criança – Matinê da Alegria” levou diversão para as famílias na Praça São Pedro. Em outubro, a “Matinê da Criança” reeditou parte da proposta, e trouxe ainda mais atrações para a criançada, que se animou com brincadeiras, doces e o som de Tataco & Banda.

 

I CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA

Em julho, Itararé realizou a sua primeira Conferência Municipal de Cultura da história. O evento abriu o diálogo entre poder público e comunidade na política cultural do município e elegeu representantes que estiveram na fase estadual da Conferência, em outubro, no Memorial da América Latina, em São Paulo, para discutir ações conjuntas entre as três esferas do poder executivo no país.

 

SUBVENÇÕES

No ano de 2013, a administração Cristina Ghizzi não deixou de apoiar importantes entidades culturais do município. Tanto a Associação de Aprendizado Musical de Itararé quanto o Coral Santo Antonio, ambas declaradas “de utilidade pública” pela Câmara de Vereadores, são mensalmente subvencionados para a garantia do funcionamento pleno de suas atividades. No fim de dezembro, a Associação de Aprendizado e a Prefeitura comemoraram os 100 anos da Corporação Musical José Carmine Melillo em grande estilo, com a ilustre presença da Lira Itapevense, na Praça São Pedro. Ali também o Coral Santo Antonio foi uma das maiores atrações da Cantata de Natal, realizada em 22 de dezembro.

 

Além disso, a parceria da Prefeitura com a Secretaria de Estado da Cultura também permite o desenvolvimento de um dos mais importantes projetos de educação musical no mundo, o Projeto Guri, que em Itararé fornece aulas gratuitas de canto coral, violão e percussão.

 

ORQUESTRA JAZZ SINFÔNICA DE SÃO PAULO E BIG BAND DO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ

 

Difícil imaginar quando Itararé promoveu, no mesmo ano, dois concertos de porte tão considerável quanto em 2013. Para celebrar os 120 anos do município, em 28 de agosto, a Big Band do Conservatório de Tatuí encantou a Praça São Pedro com um repertório magistral, repleto de arranjos complexos e ritmos contagiantes. Em dezembro, foi a vez da Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo realizar uma apresentação de gala para o Teatro Municipal Sylvio Machado, num programa que incluiu composições de Duke Ellington e Thad Jones.

 

 

A Coordenadoria Municipal de Cultura deseja boas festas aos itarareenses e um 2014 ainda melhor

 

 

Copyright © 2020 - Prefeitura Municipal de Itararé | Todos direitos reservados