Prefeitura de Itararé

​Município oferece atendimento em duas instituições Atividades em conjunto são usadas para desenvolver as habilidades das crianças A Síndrome de Down (trissomia do 21 ou SD) é uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo extra nas células de um indivíduo. Tal condição pode causar problemas no desenvolvimento corporal e cognitivo, em diferentes graus. […]

Publicado em 21 de março de 2018


Prefeitura de Itararé (SP) presta assistência às crianças com Síndrome de Down

​Município oferece atendimento em duas instituições

Atividades em conjunto são usadas para desenvolver as habilidades das crianças

A Síndrome de Down (trissomia do 21 ou SD) é uma alteração genética caracterizada pela presença de um cromossomo extra nas células de um indivíduo. Tal condição pode causar problemas no desenvolvimento corporal e cognitivo, em diferentes graus.

Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da inclusão das pessoas com Down na sociedade e dos direitos igualitários o dia 21 de março foi instituído como ‘Dia Internacional da Síndrome de Down’.

Em Itararé (SP) os portadores da síndrome contam com atendimento especializado gratuito na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) , subsidiada pela Prefeitura, e no Centro de Atendimento Educacional Especializado de Itararé (CAEEI).

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Ana Maria Souza, quando a alteração cromossômica é descoberta ainda na gestação, durante o pré-natal, ou logo após o nascimento, a Santa Casa orienta que os pais busquem a APAE.

Na instituição, a criança passará pela avaliação de uma equipe multidisciplinar e os pais que necessitarem também receberão atendimento psicológico. “Após a avaliação, o local passa a prestar atendimento a fim de estimular o desenvolvimento e coordenação motora do bebê”, explica Ana Maria.

De acordo com a fisioterapeura da APAE, Aline Galvão, atualmente, o local atende três bebês e 12 pessoas maiores, entre adolescentes e adultos. “Com a lei da inclusão, as crianças passam a frequentar a escola obrigatoriamente a partir dos seis anos. Nesta fase, quem passa a prestar os atendimentos é a saúde municipal, mas a APAE continua com a assistência da terapeuta ocupacional se necessário”, expõe.

Ao ingressarem na rede de ensino municipal, as crianças são encaminhadas ao CAEEI, onde recebem apoio e atendimento educacional suplementar semanalmente, detalha a  supervisora do Atendimento Educacional Especializado (AEE), Adriana Santos. 

O espaço conta com salas de recursos funcionais, psicopedagoga, psicóloga, fonoaudióloga e neuropediatra.

Atualmente, sete  crianças recebem o atendimento, mas o local tem condições de atender mais pessoas.

Saiba mais – Informações sobre o atendimento da Apae podem ser obtidas através do telefone (15) 3532-2753 ou pessoalmente. A instituição está localizada na rua Pedro Ferreira dos Santos, 129, Jardim Santa Teresinha. O CAEEI fica na rua Major Queiroz, 312, centro e atende no número (15) 3531-8130.

Copyright © 2020 - Prefeitura Municipal de Itararé | Todos direitos reservados