Prefeitura de Itararé

Mais de 300 chamadas são atendidas pelas funcionárias todos os dias O telefone da Prefeitura consegue segurar até 45 chamadas ao mesmo tempo Em muito locais, elas já não existem mais. Foram ‘robotizadas’. Em outros, o serviço é escasso e pouco valorizado. Na Prefeitura de Itararé (SP), porém, desde o início da gestão Heliton do […]

Publicado em 28 de junho de 2018


Heliton do Valle valoriza atendimento prestado pelas telefonistas da Prefeitura de Itararé (SP)

Mais de 300 chamadas são atendidas pelas funcionárias todos os dias

O telefone da Prefeitura consegue segurar até 45 chamadas ao mesmo tempo

Em muito locais, elas já não existem mais. Foram ‘robotizadas’. Em outros, o serviço é escasso e pouco valorizado. Na Prefeitura de Itararé (SP), porém, desde o início da gestão Heliton do Valle, elas são reconhecidas, tem espaço adequado ao trabalho e voz, literalmente. Elas são as telefonistas. “Gostamos do trabalho humanizado, logo, não seria concebível substituir àquelas que são o porta voz da Prefeitura pela tecnologia. Aqui, todos que nos procuram são nossos clientes e merecem ser tratados como tal. O atendimento humano faz toda a diferença. O carinho, atenção e dedicação delas em cada a ligação também”, enfatiza o prefeito.

Segundo ele, elas não apenas atendem o telefone e transferem chamadas, mas auxiliam também o fluxo de atendimentos, com informações aos munícipes.

“Muitas vezes não precisamos nem transferir para o setor, já temos a resposta, outras vezes a pessoa nem sabe exatamente a quem se dirigir, então ajudamos” explica uma das telefonistas do Paço, Maria de Lourdes M. Zambianco.

Com 31 anos de casa, começou nos serviços gerais. “Fiz muita faxina na Prefeitura, voltei a estudar por motivação dos colegas daqui e com isso tive a oportunidade de mudar departamento”, relembra.

Há 11 anos ela divide a função com Iomara Salles da Silva, carinhosamente chamada de Mara. “Quando eu comecei neste setor a Lourdes me ajudou bastante, me explicou os padrões de atendimento e como tudo funciona. Ela tem uma memória incrível”, elogia a colega.

Para Heliton do Valle, a atenção das funcionárias é o diferencial. “Elas sabem de cor tantos números que fico impressionado”, comenta.

Durante os anos de Prefeitura, as duas viram muitas mudanças acontecerem e comentam sobre as melhorias oferecidas pela atual gestão. “Antes todos os departamentos dependiam de nós para realizar as ligações, agora eles têm autonomia para suas chamadas e com isso nós temos mais tempo para fazer o atendimento ao público”, expõe.

Heliton enfatiza que o trabalho das funcionárias é essencial para a organização das chamadas e reforça que compete a elas apenas a transferência aos setores e não a resolução dos problemas. “É necessário que a população tenha este conhecimento e respeite estas profissionais”, alerta.

Mara e Lourdes explicam que o telefone da Prefeitura consegue segurar até 45 chamadas ao mesmo tempo. “Quando estamos em um atendimento e outra pessoa liga, essa segunda ligação continua a chamar do outro lado da linha, por isso nem sempre o atendimento é imediato. Recebemos mais de 300 chamadas todos os dias, algumas são apenas para transferência de setor, mas, às vezes, é preciso primeiro entender a situação, para dar o destino correto a ela”, explicam.

“Gostamos de ajudar, sempre que possível, é bom saber que fazemos a diferença”, finalizam.

Mara comenta que mais de 300 chamadas passam por elas todos os dias

Lourdes, com apoio dos colegas, retomou os estudos e, assim, tornou-se telefonista

As funcionárias auxiliam no fluxo de atendimentos, com informações aos munícipes

Copyright © 2020 - Prefeitura Municipal de Itararé | Todos direitos reservados