Prefeitura de Itararé

Na última sexta (30) reuniram-se na sede da empresa Florestal Vale do Corisco na cidade de Jaguariaíva-PR, o Coordenador de Turismo de Itararé, Sr. Edilson José de Moraes e o Coordenador de Ambiência da Florestal Vale do Corisco, Sr. Rafael Antonio para tratar de dois assuntos de grande importância para o desenvolvimento do turismo na […]

Publicado em 1 de junho de 2014


Coordenadoria de Turismo e Florestal Vale do Corisco fortalecem parcerias

Na última sexta (30) reuniram-se na sede da empresa Florestal Vale do Corisco na cidade de Jaguariaíva-PR, o Coordenador de Turismo de Itararé, Sr. Edilson José de Moraes e o Coordenador de Ambiência da Florestal Vale do Corisco, Sr. Rafael Antonio para tratar de dois assuntos de grande importância para o desenvolvimento do turismo na região, o acesso a RPPN Vale do Corisco e o Manejo de pinnus no Parque Ecológico da Barreira.

A visitação na área da RPPN Vale do Corisco, localizada na divisa dos municípios de Itararé-SP e Sengés-PR foi proibida desde fevereiro desse ano devido a inúmeras irregularidades ocorridas no local, entre elas: entrada sem autorização, estouro de cadeado, quebra de porteira, descarte inadequado de lixo, banho em área de ecossistema frágil e sensível, entre outros.

A proibição gerou insatisfação na população do município paulista e uma pequena queda no número de visitantes na cidade que procuram o ecoturismo como forma de lazer.

A empresa, que mantem um programa de responsabilidade sócio ambiental e desenvolve parcerias que visam atividades de Educação Ambiental, pediu um prazo para o levantamento de iniciativas preventivas para o acesso ao local e o resultado foi a liberação de visitas na área mediante a presença de monitores ambientais da AMAI – Associação dos Monitores Ambientais de Itararé e outras instituições que tiverem o interesse, mediante a solicitação de parceria e análise interna para aprovação.

Para que essa parceria tenha sucesso alguns requisitos deverão ser seguidos:

• O monitor deverá apresentar crachá com foto para a retirada das chaves das porteiras na balança da empresa;
• O monitor deverá assinar um livro de controle e encaminhar a empresa uma lista contendo os nomes, RG, CPF e autorização de menores de idade;
• Será proibido fazer churrasco e qualquer prática que possa causar incêndio;
• Todo lixo produzido deverá ser descartado no momento da entrega das chaves, para que o descarte seja feito de maneira adequada;
• Em caso de incêndio ou ocorrência ambiental a empresa deverá ser avisada;
• Será proibido o uso e divulgação de imagens para fins comerciais sem a devida autorização da empresa;
• Será proibida a captura de indivíduos da fauna e flora;
• Será proibida a alimentação de animais silvestres dentro da área da RPPN;
• Não será permitida a prática de esportes radicais sem devida autorização da empresa;
• Ficará também a AMAI na pessoa de seus monitores a responsabilidade de contribuir no monitoramento do acesso;
A empresa Florestal Vale do Corisco poderá a qualquer momento restringir o acesso a RPPN caso necessite de manutenção e/ou se algumas das condições acima forem descumpridas pelos visitantes dentro da área da RPPN Vale do Corisco.
Nesse encontro o coordenador de turismo protocolou um ofício solicitando a inclusão do Parque Ecológico da Barreira no Plano de Manejo da empresa, a área do parque que também fica na divisa dos municípios de Itararé e Sengés e faz divisa com a área de plantio de pinnus da Vale do Corisco e têm sofrido com a ocorrência do surgimento dessa espécie vegetal em áreas de Mata do Cerrado, Mata Nativa e Vegetação de Cânions, além de prejudicar a visão de importantes pontos históricos, tais como o Pontilhão, ruínas da estrada de Ferro, Chuveirinho e outros pontos de visitação. A empresa se prontificou em cuidar dessa proliferação fazendo o estudo da área e o uso da técnica de alenamento.

O Coordenador de Turismo, Edilson Moraes comenta que foi muito produtiva a reunião e ressalta a importância de ampliar o diálogo, de criar e fortalecer as parcerias com o setor privado como meio de estruturação da educação sócio ambiental e cultural que são bases para o desenvolvimento do turismo sustentável e espera que a população entenda e respeite o posicionamento estabelecido para que outras áreas particulares possam ser liberadas para a visitação pública.

vale

Copyright © 2020 - Prefeitura Municipal de Itararé | Todos direitos reservados